Artigos
12
Out.

No Regresso às Aulas Fique atento à Visão das Crianças.

Post in Artigos

A Visão é responsável, em grande parte, pelo processo de aprendizagem das crianças e adolescentes em contexto escolar e assim sendo, no regresso às aulas é importante ficar atento à visão dos mais novos. A deteção precoce de algum distúrbio visual é fundamental para o sucesso escolar dos alunos. Quando não detetadas, as ametropias visuais tendem a criar constrangimentos no desenvolvimento escolar das crianças, nomeadamente têm mais dificuldades em comunicar com os colegas, adquirir conhecimentos e integrar-se nos mais variados ambientes.

Uma criança com um problema visual não diagnosticado ou não tratado corretamente, poderá vir a sofrer de problemas mais graves na vida adulta, pelo que é fundamental o tratamento precoce ainda na fase de crescimento, altura que é mais fácil tratar e travar a sua evolução.

Crianças que aparentam dificuldades na aprendizagem podem estar relacionado com algum problema de visão.
Um dos sinais que merece atenção é quando o aluno se queixa de que não consegue ler o que está no quadro, um sinal relevante que poderá ter miopia. Outros problemas bastante comuns nas crianças e adolescentes são a hipermetropia, caracterizada pela dificuldade em ver ao perto, e o astigmatismo que pode provocar visão turva ou distorcida.
Neste regresso às aulas, é importante chamar a atenção para relevância destes sintomas, pois até mesmo a criança nem sempre os consegue identificar sozinha.

 

Seguem alguns sinais frequentes de problemas de visão:

Até dois anos de idade:

  • Falta de reação a estímulos luminosos
  • Aversão à luz
  • Lacrimejo excessivo
  • Olhos mantidos fechados por muito tempo
  • Olho desviado
  • Pupila dilatada, opaca ou com reflexo luminoso
  • Olhos vermelhos e com secreção
  • Tremor ocular

 

A partir dos três anos de idade:

  • Dor ou comichão nos olhos
  • Dificuldade em distinguir cores
  • Olho desviado
  • Testa franzida para focar imagens
  • Ver televisão muito próximo
  • Dores de cabeça após leitura e/ou após aulas
  • Olhos vermelhos e irritados
  • Dificuldade em ver o conteúdo escrito no quadro na sala de aula
  • Desinteresse na sala de aula
  • Lentidão ao copiar as informações
  • Aproximar demais os olhos dos livros e cadernos para ler e escrever

 

Mesmo que a criança não demonstre nenhum destes sintomas, é importante levá-la a fazer um exame de rotina com o oftalmologista / optometrista. É recomendável a criança ser vista anualmente ou em alguns casos de 6-6 meses. E caso ela comece a usar óculos, por uma questão de segurança, o ideal é pensar na opção de adquirir também um modelo adaptado para as práticas desportivas.

 

Tiago Parente
Optometrista da Parente Óptica Médica


   Tiago Parente
   Optometrista da Parente Óptica Médica

 

Lido 206 vezes

Artigos